um passeio por Mafra

quarta-feira, novembro 23, 2011

O passado Domingo foi dia de visita em família a um monumento imponente do Barroco setecentista português, o Palácio Nacional de Mafra. Já tinha saudades de percorrer os corredores daquele que é um local de passagem obrigatória para quem é apaixonado por História. Obra-mor do reinado de D. João V, tem trono no centro da vila.


O tesouro mais precioso do Palácio Nacional de Mafra é a sua majestosa biblioteca, que, à primeira vista, remete-nos para uma das cenas do filme Beauty and the Beast - quando o Monstro surpreende Bela, ao oferece-lhe a sala-guardiã de livros do seu castelo encantado. Neste espaço com 88m de comprimento, 9,5m de largura e 13m de altura, descansam cerca de 40 mil livros, em estantes feitas de madeira vinda do Brasil. As enormes janelas em estilo rocaille convidam à entrada de luz natural, resultando numa iluminação harmoniosa. O silêncio que se instala nesta divisão do Convento é inebriante e tranquilizador. É um espaço que me fascina desde a minha primeira visita, talvez porque sempre sonhei possuir uma biblioteca de dois andares, onde pudesse guardar a minha colecção de livros.
 

Seguiu-se uma visita ao Jardim do Cerco, localizado entre o Convento e a Tapada de Mafra. As cores outonais, as folhas caídas na relva e os reflexos do céu no chafariz ajudavam a compor um quadro romântico e inspirador. 
 

Eu e os meus pais aproveitámos ainda para comprar uns bolinhos de côco e bola de carne, ambos especialidades de Mafra e vendidos perto da fachada do Convento. Eram simplesmente deliciosos!

You Might Also Like

0 comentários